Presidente da Assembleia preside à Sessão Comemorativa do 518º aniversário do concelho da Ponta do Sol

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa, Tranquada Gomes, presidiu à Sessão Solene Comemorativa do 518º Aniversário do Concelho da Ponta do Sol, que decorreu, no dia 08 de setembro, nos Canhas. Neste dia de aniversário, o Presidente deste órgão legislativo saudou toda a população do concelho e...

XI Legislatura, IV Sessão Legislativa
Presidente da Assembleia preside à Sessão Comemorativa do 518º aniversário do Concelho da Ponta do Sol

O Presidente da Assembleia Legislativa, Tranquada Gomes, presidiu à Sessão Solene Comemorativa do 518º Aniversário do Concelho da Ponta do Sol, que decorreu, no dia 08 de setembro, nos Canhas.

Neste dia de aniversário, o Presidente deste órgão legislativo saudou toda a população do concelho e os autarcas que, ao longo dos 43 anos de história da nossa Autonomia, deram o seu melhor em prol da sua terra e das suas gentes, lutando para que a Ponta do Sol tivesse acesso às infraestruturas necessárias e adequadas ao seu desenvolvimento e ao bem estar da sua população.

Destacou a importância da Autonomia no processo de desenvolvimento da Madeira e alertou para os perigos que sobre ela recaem "nesta altura em que a República teima em não resolver problemas fundamentais que têm a ver com a mobilidade aérea e marítima, com o financiamento dos subsistemas da saúde e com a manutenção da exigência de uma taxa de juro que continua a ser elevada face àquela com que o mesmo Estado se financia no mercado." A autonomia política das Regiões, afirmou, "não pode traduzir-se numa desresponsabilização do Estado; antes exige que este adote medidas ativas que contribuam para atenuar os constrangimentos estruturais e permanentes destes territórios atlânticos."

O Presidente da Assembleia Legislativa fez notar que o poder local regional desempenhou, ao longo do percurso autonómico, um papel relevante, identificando e concretizando necessidades das suas populações. Que soube ganhar credibilidade e impor-se pela sua maior proximidade aos cidadãos e pela eficácia na concretização das suas aspirações mais imediatas.

Considerando que as cidades, os municípios, se emanciparam e concorrem entre si para atrair investimento e recursos para garantir e melhorar a qualidade de vida dos seus cidadãos, sublinhou que o Estado, consciente deste novo desafio, tem entregue aos municípios mais competências, devendo fazer acompanhar essa transferência do devido financiamento, sem impor à Região que assuma responsabilidades que competem ao país.

Por fim, apelou a uma participação ativa da população na vida do concelho, que estimule os eleitos a encontrarem as melhores soluções para os desafios que se colocam, para uma democracia melhor e de qualidade.

  • 1-image2-(1)-08-09-2019.jpg
  • 2-image2-08-09-2019.jpg
  • 3-image3-(1)-08-09-2019.jpg
Copyright © 2018-2020 ALRAM