Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira elogia trabalho das Forças Armadas

Share Image

O Presidente da Assembleia da Madeira, José Manuel Rodrigues, elogiou, hoje a ação das Forças Armadas nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, um trabalho que “tem contribuído para a unidade nacional”, disse logo após a inauguração do novo Centro de Operações do Comando Operacional da Madeira...

XII Legislatura, I Sessão Legislativa
Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira elogia trabalho das Forças Armadas
  • 07.jpg
  • 01.jpg
  • 02.jpg
  • 03.jpg
  • 04.jpg
  • 05.jpg
  • 06.jpg

O Presidente da Assembleia da Madeira, José Manuel Rodrigues, elogiou, hoje a ação das Forças Armadas nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, um trabalho que “tem contribuído para a unidade nacional”, disse logo após a inauguração do novo Centro de Operações do Comando Operacional da Madeira (COM), situado no Pico da Cruz, em São Martinho.

“Sobretudo na nossa Região as Forças Armadas, quer o Exército, a Marinha e a Força Aérea, têm tido um papel decisivo na defesa do nosso território, mas sobretudo no apoio em tempo de paz às populações civis”, salientou.

O Presidente da Assembleia Legislativa lembrou o apoio dado na tragédia de ‘20 de Fevereiro de 2010’, o combate aos incêndios nos últimos anos e também agora na covid-19. “A Força Aérea teve um papel importantíssimo no transporte de profissionais de saúde e no transporte de material cirúrgico que foi essencial para que pudéssemos evitar mais contaminações e para que o serviço regional de saúde pudesse ter todos os meios à sua disposição para combater esta pandemia”.

O Comando Operacional da Madeira (COM) tem agora um novo Centro de Operações. “A obra faz parte da transformação infraestrutural para a instalação de novos equipamentos e criação de condições para acolher no novo centro de operações representantes dos comandos operacionais dos ramos – Marinha, Exército e Força Aérea - sediados na Região Autónoma da Madeira, das Forças e Serviços de Segurança, da Proteção Civil e de outras agências, para a condução de operações em que a articulação direta e presencial com esses serviços seja uma mais-valia”.

O arquipélago da Madeira ganha mais capacidade de vigilância e fiscalização no mar e em terra. José Manuel Rodrigues aproveitou o momento para felicitar os militares que servem os três Ramos das Forças Armadas e destacou o papel que as Forças Armadas “terão no futuro na defesa das Reservas Naturais das Desertas e das Selvagens e quando a Organização das Nações Unidas aprovar a extensão da Zona Económica Exclusiva Portuguesa numa única plataforma, envolvendo Portugal continental, os Açores e a Madeira”.

De acordo com as informações do Comando Operacional da Madeira, “o Centro de Operações vai dispor de fontes de informação que lhe permitirão um conhecimento mais abrangente e detalhado da situação operacional no mar, em terra e no ar, não esquecendo o ciberespaço.

O novo sistema permite ainda a troca de informação operacional, de interesse comum, com os Comandos Operacionais dos Ramos das Forças Armadas, bem como com o Serviço Regional de Proteção Civil, as Forças e Serviços de Segurança e outras agências a operar na Região Autónoma da Madeira.

Esta também a ser instalada uma capacidade inicial conjunta de vigilância por meios aéreos não tripulados, com requisitos operacionais específicos para o Arquipélago da Madeira, que poderão operar a partir de posições estratégicas, como o Porto Santo e as Ilhas Selvagens. Vai também ser reativada a capacidade de comunicações em HF para garantir a autonomia estratégica das comunicações em toda a Região Autónoma da Madeira e desta com o Continente e os Açores.

O Centro está preparado para funcionar com três operacionais durante 24 horas por dia e pode receber até 30 elementos das Forças Armadas, do Serviço Regional de Proteção Civil, das Forças e Serviços de Segurança e de outras agências que operem na Região”.

José Manuel Rodrigues, Presidente ALRAM no COM - 24.10.2020
Copyright © 2018-2020 ALRAM