Causa alimentar motiva ajuda do Parlamento à Cruz Vermelha

Share Image

A Assembleia Legislativa vai ajudar a Delegação da Madeira da Cruz Vermelha Portuguesa a chegar com apoio alimentar às famílias que mais precisam. O número de pedidos de auxílio tem aumentado desde o início da pandemia. O Parlamento, através do seu Presidente José Manuel Rodrigues, está atento ao...

XII Legislatura, I Sessão Legislativa Parlamento Mais Perto
Causa alimentar motiva ajuda do Parlamento à Cruz Vermelha
  • ALRAM.jpg

A Assembleia Legislativa vai ajudar a Delegação da Madeira da Cruz Vermelha Portuguesa a chegar com apoio alimentar às famílias que mais precisam.

O número de pedidos de auxílio tem aumentado desde o início da pandemia.

O Parlamento, através do seu Presidente José Manuel Rodrigues, está atento ao evoluir da situação económica das famílias madeirenses, que fazem chegar às instituições os pedidos de auxílio.

A Cruz Vermelha Portuguesa não conseguiu fazer, este ano, a campanha de recolha de alimentos, à semelhança de todas as instituições que prestam ajuda alimentar na Madeira, mas dado o aumento de pedidos, e à falta de stock, vai avançar com um plano para colmatar as carências de bens essenciais das famílias.

Para ajudar a concretizar este objetivo a Assembleia Legislativa da Madeira vai disponibilizar uma ajuda de 2.500 euros, resultado no corte das despesas de funcionamento decidido em abril pelo Presidente e pelo Secretário-Geral do parlamento.

A prioridade dos apoios da Assembleia Legislativa vai para as instituições não contempladas pelo Fundo de Emergência para Apoio Social, criado pelo Governo Regional, evitando assim a duplicação de auxílios financeiros.

José Manuel Rodrigues entende que é preciso “proteger os grupos mais vulneráveis”, que é “uma competência de quem dirige a Região”, e continua a apelar “aos madeirenses, que possam, que olhem por quem lhes está próximo”.

Além da Cruz Vermelha, a ajuda financeira do parlamento já contemplou com 5.000 euros o Banco Alimentar Contra a Fome e com 2.500 euros o Centro de Apoio ao Sem Abrigo – CASA, cujo presidente vai visitar na próxima segunda-feira. Esta instituição ajuda pessoas sem casa e cerca de 600 famílias carenciadas nos concelhos do Funchal e de Santa Cruz.

Desde março tem havido uma subida do número de pedidos de auxílio e, por causa da pandemia, todas as refeições estão a ser distribuídas em material descartável (embalagens e talheres), com custos acrescidos neste serviço de solidariedade social.

A visita, no âmbito do “Parlamento mais Perto”, pretende aferir a realidade do CASA na assistência alimentar e as principais dificuldades sentidas para chegar às pessoas que vivem na rua.

Devido à pandemia da Covid-19, o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira reforçou a aposta no projeto “Parlamento Mais Perto Social” com o apoio direto às instituições particulares de solidariedade social. Além da ajuda alimentar já foram distribuídas 9 mil máscaras cirúrgicas para proteção dos utentes e dos funcionários das casas de saúde, lares de terceira idade e associações que se dedicam à causa social. Trata-se de um donativo que chegou a 15 instituições, no valor de 16 mil euros.

Copyright © 2018-2020 ALRAM