Taxistas pedem ao Presidente da Assembleia legislativa a regulamentação rigorosa e eficaz dos transportes TVDE

Share Image

Os dirigentes do grupo informal TáxisRAM reuniram hoje com o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira a quem manifestaram preocupações perante a adaptação à Região da chamada “lei Uber”. Para que não haja concorrência desleal, Paulo Pereira, representante dos taxistas, defende “um contingente...

XII Legislatura, I Sessão Legislativa Audiências
Taxistas pedem ao Presidente da Assembleia Legislativa a regulamentação rigorosa e eficaz dos transportes TVDE
  • 2.jpg
  • 1.jpg

Os dirigentes do grupo informal TáxisRAM reuniram hoje com o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira a quem manifestaram preocupações perante a adaptação à Região da chamada “lei Uber”. Para que não haja concorrência desleal, Paulo Pereira, representante dos taxistas, defende “um contingente para as viaturas” TVDE, a implantação de “dístico não amovível” e recomenda que “as viaturas TVDE façam somente o serviço TVDE”, de modo a “não prejudicar a classe de táxi na Região Autónoma da Madeira”.

José Manuel Rodrigues, presidente do parlamento madeirense, registou as preocupações dos profissionais de táxi e prometeu transmiti-las aos deputados da Comissão Especializada de Economia, Finanças e Turismo que neste momento se encontra a auscultar os parceiros sociais.

“Para ser em pé de igualdade tem de haver regras e toda a gente tem de cumprir”, vincou Paulo Pereira. Os representantes deste grupo informal de taxistas não querem revelar para já o contingente que defendem para o número máximo de viaturas TVDE na Região, deixam o assunto para o Secretário Regional da Economia, que é quem tutela este setor de atividade.

O grupo TáxisRAM defende uma regulamentação “rigorosa, eficaz e justa” da chamada “lei Uber”, que permite o transporte de passageiros em viaturas descaraterizadas.

A TáxisRAM é uma associação que está em vias de constituição. O projeto deve ficar concluído dentro de dois meses e conta já com o apoio de cerca de duas centenas de taxistas.

Paulo Pereira, representante do grupo TáxisRAM
Copyright © 2018-2020 ALRAM