Apoios sociais vão ser decisivos para a recuperação económica, alerta Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira antevê “tempos difíceis”, nesta conjuntura pandémica e entende que para fazer face aos “tempos dolorosos” é necessária “a interajuda e a partilha entre as pessoas”. O alerta de José Manuel Rodrigues, em género de apelo à necessidade de reforçar a...

XII Legislatura, I Sessão Legislativa Parlamento Mais Perto
Apoios sociais vão ser decisivos para a recuperação económica, alerta Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira
  • 2.jpg
  • 1.jpg
  • 3.jpg
  • 4.jpg

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira antevê “tempos difíceis”, nesta conjuntura pandémica e entende que para fazer face aos “tempos dolorosos” é necessária “a interajuda e a partilha entre as pessoas”. O alerta de José Manuel Rodrigues, em género de apelo à necessidade de reforçar a solidariedade, foi feito no final da visita à Associação Santana Cidade Solidária. “Os apoios sociais das instituições vão ser decisivos para que não se rompa o tecido social, para que continuemos com paz social e possamos gradualmente caminhar para a necessária recuperação económica e para o necessário bem-estar dos madeirenses e dos porto-santenses”, referiu.

O Presidente do Parlamento madeirense aproveitou o momento para destacar o trabalho da instituição em prol da população do Concelho de Santana. “Tem 17 valências, que atravessam várias gerações, com projetos que vão desde o apoio à juventude, às famílias mais vulneráveis, aos mais carenciados, à formação profissional, ao emprego, e até aos mais idosos, através de um lar exemplar que aqui existe”, explicou.

José Manuel Rodrigues entende que este trabalho deve ser valorizado e apoiado, “sobretudo numa época de pandemia, em que estas instituições têm custos acrescidos para pôr em prática os seus projetos.” A Associação Santana Cidade Solidária distribui “cerca de 100 refeições a idosos que vivem isolados”, presta ajuda domiciliária em parceria com o Instituto de Segurança Social da Madeira e apoia cerca de 700 pessoas. “Para além de ser a gestora do Fundo de Emergência Social que foi criado a propósito da Covid-19”, clarificou.

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira considera que “as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) são na Madeira a grande base do nosso tecido social. Sem elas haveria roturas na nossa sociedade que seriam inaceitáveis”.

José Manuel Rodrigues (Vídeo)
José Manuel Rodrigues - 01.09.2020 (áudio)
Copyright © 2018-2020 ALRAM