Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira lamenta morte de Eduardo Lourenço, um dos mais importantes ensaístas e intelectuais de Portugal

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento do ensaísta Eduardo Lourenço. Eduardo Lourenço foi um confesso grande admirador da Madeira, que por diversas vezes visitou, e do desenvolvimento operado pela Autonomia. Atento aos grandes debates do...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Comunicado
Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira lamenta morte de Eduardo Lourenço, um dos mais importantes ensaístas e intelectuais de Portugal
  • 1.jpg

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento do ensaísta Eduardo Lourenço.

Eduardo Lourenço foi um confesso grande admirador da Madeira, que por diversas vezes visitou, e do desenvolvimento operado pela Autonomia.

Atento aos grandes debates do nosso tempo, fez da Cultura trampolim para as mais altas reflexões filosóficas, religiosas e ideológicas.

Herberto Helder e José Agostinho Baptista foram dois dos poetas madeirenses reconhecidos pelo pensador, que também se distinguiu como crítico literário e escritor, tendo passado pelo Festival Literário da Madeira, projetando-o ainda mais no panorama cultural português, e pelo Congresso Internacional Jardins do Mundo, realizado em 2007 no Funchal.

De Eduardo Lourenço pode dizer-se que fez do pensamento a sua segunda pátria, tenho sido um dos mais importantes ensaístas e intelectuais de Portugal.

Foi ainda professor, filósofo e um interventor cívico reconhecido e distinguido por quatro vezes com ordens nacionais.

Entre as várias distinções recebidas pelo Professor Eduardo Lourenço, destacam-se ainda o Prémio Camões (1996) e o Prémio Pessoa (2011).

Aos seus familiares o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira dirige as mais sentidas condolências.

Copyright © 2018-2021 ALRAM