Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas assume clima como prioridade

Share Image

A Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas apresentou para o próximo ano um orçamento de 29,6 milhões de euros. Os planos de investimento foram aclarados pela Secretária Regional no debate desta manhã na reunião da Comissão Especializada de Economia, Finanças e...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Comissão Especializada
Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas assume clima como prioridade
  • 1.jpg
  • 2.jpg

A Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas apresentou para o próximo ano um orçamento de 29,6 milhões de euros. Os planos de investimento foram aclarados pela Secretária Regional no debate desta manhã na reunião da Comissão Especializada de Economia, Finanças e Turismo.

“A ação climática é uma prioridade do Governo Regional, alinhado que está com as políticas nacionais e europeias, nunca descurando as nossas especificidades”, começou por destacar Susana Prada.

“Entre 2005 e 2018, a Emissão de Gases com Efeito de Estufa diminuiu 26,5%, na Região. A aquisição de veículos elétricos aumentou 90%. A produção de eletricidade a partir de fontes renováveis atingirá, a curto prazo, valores superiores a 50%. A prevenção e a vigilância aos fogos florestais, concretizada pela limpeza e a reflorestação de centenas de hectares de floresta, pelo recrutamento de dezenas de profissionais, pelo reforço do investimento em equipamentos e meios de combate, materializa-se na contínua redução da área florestal ardida”, enumerou.

Ao orçamento de 2021 “acresce uma verba substancial de Investimento Próprio da ARM de 23 M€” (…) afetos à gestão da água, à valorização de resíduos e ao saneamento básico”, referiu Susana Prada.

Para a floresta estão reservados 9 M€, com destaque para ações de “Prevenção de Incêndios, a Conservação da Natureza, a recuperação de zonas de lazer e os Percursos Pedestres assumem destaque no orçamento, face à magnitude do seu papel na segurança da população, no ambiente, na paisagem e na atividade turística da Região”.

A Gestão do Ambiente, Ordenamento do Território e Economia Circular terá um investimento de 3 milhões de euros.

O debate na especialidade do Orçamento e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento (PIDDAR) para 2021 está a realizar-se na Comissão Especializada de Economia, Finanças e Turismo.

A votação final global dos dois documentos acontece na próxima sexta-feira.

Audição Susana Prada, Secretaria Regional de Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas (áudio)
Copyright © 2018-2021 ALRAM