Comunidade Venezuelana está bem integrada na Madeira, afirma o Presidente do parlamento madeirense

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira considera que os emigrantes que regressam da Venezuela estão bem integrados na comunidade madeirense. Em entrevista ao meio de comunicação digital “Jornal Latino TV”, dirigido à comunidade Venezuela, com enfoque na juventude, José Manuel Rodrigues...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Presidente
Comunidade Venezuelana está bem integrada na Madeira, garante o Presidente do parlamento madeirense
  • 2.jpg
  • 1.jpg
O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira considera que os emigrantes que regressam da Venezuela estão bem integrados na comunidade madeirense.
Em entrevista ao meio de comunicação digital “Jornal Latino TV”, dirigido à comunidade Venezuela, com enfoque na juventude, José Manuel Rodrigues confirmou que muitos dos que regressam “são jovens empreendedores, muito bem preparados e sobretudo jovens que trazem inovação à economia da Madeira. Para eles, e para nós que vivemos aqui na ilha, foi um sucesso essa integração”.
“Cada madeirense ou cada luso venezuelano que regressa tem os mesmos direitos e os mesmos deveres do que aqueles que cá estão”, vincou. “Tem direto à habitação, ao emprego e a ter uma oportunidade de vida. Desse ponto de vista as autoridades da Madeira estiveram bem, porque elaboraram um plano em várias áreas para a integração desses jovens e eles vieram trazer ‘sangue novo’ à economia regional”.
A situação política e social que se vive na Venezuela foi também abordada na entrevista à Jornal Latino TV. José Manuel Rodrigues lembra que por diversas vezes o parlamento madeirense, manifestou a sua opinião sobre o que se passa na Venezuela“ e por larga maioria dos deputados do parlamento, “apelou a que houvesse uma solução negociada entre as diversas partes”. “Não querendo interferir na vida interna da Venezuela, acho que temos a responsabilidade, como cidadãos do Mundo, como defensores da liberdade e da democracia, como autores e coassinantes de tratados internacionais, que defendem soluções democráticas para os diversos países do Mundo, temos a obrigação de apelar a que haja uma solução pacífica, uma solução que reconduza a Venezuela a um Estado de Direito Democrático, sem presos políticos e onde as diversas correntes de pensamento, de opinião e as diversas ideologias se possam expressar através de eleições livres e democráticas”.
Dois deputados do parlamento madeirense, do PSD e do CDS-PP, são naturais da Venezuela. José Manuel Rodrigues afirma que as “questões da Venezuela e as questões relacionadas com os problemas das pessoas que estão regressando da Venezuela” são habitualmente debatidas na Assembleia Legislativa. “A situação na Venezuela está sempre presente nos trabalhos parlamentares”, disse.
Questionado sobre a importância da liberdade de expressão e dos meios de comunicação social no desenvolvimento da sociedade, o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, ex-jornalista, lembrou que não “há democracia sem liberdade de expressão e sem uma comunicação social livre, que possa transmitir a verdade dos factos. Nós sabemos que na Venezuela nem sempre isso acontece”. Lamentou que esse seja um problema comum a muitos outros países. “A tentativa de quem está no poder de controlar a comunicação social é mau quando é em democracia e é péssimo quando se trata de uma ditadura. A liberdade de expressão é essencial a um regime democrático”, salientou.
A Venezuela tem uma grande presença de emigrantes madeirenses. As estimativas apontam para cerca de 400 mil pessoas com origem na Madeira, o que representa 90% da comunidade portuguesa naquele país. Devido à crise, cerca de 10 mil emigrantes e lusodescendentes na Venezuela regressaram à Madeira, nos últimos três anos. A todos o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira deixou uma mensagem.
Aos madeirenses que estão na Venezuela enviou “uma palavra de solidariedade e de alento”. “É nosso dever estar do Vosso lado nesta luta que também estão a manter dentro da Venezuela para que haja uma verdadeira democracia, uma verdadeira liberdade e para que a economia possa voltar a crescer”.
Aos que regressaram José Manuel Rodrigues pediu para aproveitarem as oportunidades criadas na Região. “Agarrem, vinguem aqui na Madeira que isso é absolutamente necessário para o nosso desenvolvimento económico e social”, concluiu.
Entrevista de José Manuel Rodrigues à Jornal Latino TV (vídeo)
Entrevista de José Manuel Rodrigues à Jornal Latino TV (áudio)
Copyright © 2018-2020 ALRAM