Parlamento madeirense aprova por unanimidade voto de protesto contra o Governo da República

Share Image

A Assembleia Legislativa da Madeira aprovou hoje por unanimidade um voto de protesto “Ao Governo da República, pela não concessão do aval ao empréstimo de 458 milhões de euros”. O documento, apresentado pelo PSD e pelo CDS-PP, justifica o protesto com o facto de que “o Estado poderia, sem qualquer...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Plenário
Parlamento madeirense aprova por unanimidade voto de protesto contra o Governo da República
  • 1.jpg

A Assembleia Legislativa da Madeira aprovou hoje por unanimidade um voto de protesto “Ao Governo da República, pela não concessão do aval ao empréstimo de 458 milhões de euros”. O documento, apresentado pelo PSD e pelo CDS-PP, justifica o protesto com o facto de que “o Estado poderia, sem qualquer ónus, conceder um aval à Madeira e garantir que a Região usufruiria de uma taxa de juro mais baixa, pagando à banca, no total, menos 84 milhões de euros.”

Em dia de votações, a maioria (PSD / CDS-PP) rejeitou o projeto de resolução, do PCP, intitulado " Garantir a Segurança e Saúde no Trabalho” e o projeto de decreto legislativo regional, também do PCP, intitulado "Criação do Eco-parque Marinho de Gaula”, este último contou com o voto favorável de toda a oposição.

Os deputados madeirenses aprovaram ainda por unanimidade um voto de pesar "Pelo falecimento da escritora e jornalista Helena Marques” e um voto de louvor “À artista madeirense Júlia Ochôa por ter sido uma das vencedoras do Festival Internacional de Belgrado – Angel Voice”.

Reunião Plenária n.º 14 de 21.10.2020 (áudio)
Copyright © 2018-2020 ALRAM