Concluídas as obras de consolidação dos arcos do Salão Nobre da Assembleia Legislativa

Share Image

O Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira foi alvo de obras de consolidação dos arcos de cantaria com vista a reforçar a segurança do espaço. O sismo do dia 7 de março, deste ano, motivou um pedido de vistoria ao Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), que não detetou estragos...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Presidente
Concluídas as obras de consolidação dos arcos do Salão Nobre da Assembleia Legislativa
  • 3.jpg
  • 2.jpg
  • 1.jpg

O Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira foi alvo de obras de consolidação dos arcos de cantaria com vista a reforçar a segurança do espaço.

O sismo do dia 7 de março, deste ano, motivou um pedido de vistoria ao Laboratório Regional de Engenharia Civil (LREC), que não detetou estragos provocados pelo terramoto, mas recomentou o tratamento dos danos diagnosticados em 2010, nos arcos de cantaria.

De acordo com o LREC “as patologias observadas nestes elementos estruturais, principalmente nos arcos e pilares de cantaria do Salão Nobre são antigas e resultam da sua degradação de natureza física e mecânica, que ao longo do tempo se manifestam em edifícios antigos”.

Os trabalhos realizados implicaram a “retiradas das zonas de delaminação”, a “reconstituição com pedra de cantaria das zonas removidas” e a “colagem das zonas destacadas”.

Devido ao perigo de queda de material, o Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira esteve interdito aos espetáculos que pudessem provocar vibrações excessivas, tendo mesmo obrigado ao cancelamento de todos os espetáculos agendados pela Orquestra Clássica da Madeira.

Com a conclusão das obras, este espaço multiusos já pode voltar a receber os eventos parlamentares, culturais e musicais.

A Assembleia Legislativa da Madeira é composta por duas alas: uma recente, constituída por um prédio construído de raiz nos anos 80 do século XX, outra antiga, que albergou a antiga Alfândega do Funchal, um imóvel com cerca de 500 anos, onde se localiza o Salão Nobre, outrora sala do despacho da Alfândega.

O edifício que hoje alberga a Assembleia Legislativa da Madeira data de fevereiro de 1519. O projeto faz parte de uma das medidas do rei D. Manuel, em 1497, de incorporação da Madeira no património da “Coroa para sempre”, que ditou a construção da “Alfândega Nova”. Este edifício, outrora constituído por uma grande Sala de Despacho, no piso térreo, com arcadarias de sabor gótico e com capitéis esculpidos, é Monumento Nacional desde 1943 (Decreto nº 32 973, DG, 1.ª série, n.º 175 de 18 agosto 1943).

A 4 de dezembro de 1987 o edifício da “Alfândega” fica a ser a sede da Assembleia Legislativa da Madeira, depois de ter passado pela Avenida Zarco, onde a primeira sessão parlamentar aconteceu a 19 de julho de 1976.

Copyright © 2018-2020 ALRAM