Assembleia Legislativa da Madeira acolhe mostra de trabalhos escolares que alerta para a importância dos maus-tratos na infância

Share Image

A Assembleia Legislativa da Madeira acolhe, desde ontem, uma mostra organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Funchal (CPCJ), no âmbito da campanha “LAÇO AZUL”, uma iniciativa da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças, que assinala abril como o Mês de...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa ExposiçãoExposição
Assembleia Legislativa da Madeira acolhe mostra de trabalhos escolares que alerta para a importância dos maus-tratos na infância
  • Exposição 2.jpg
  • Exposição 1.jpg
  • Exposição 4.jpg
  • Exposição 3.jpg

A Assembleia Legislativa da Madeira acolhe, desde ontem, uma mostra organizada pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens do Funchal (CPCJ), no âmbito da campanha “LAÇO AZUL”, uma iniciativa da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças, que assinala abril como o Mês de Prevenção dos Maus-Tratos na Infância. Sob o slogan "Serei o que me deres...que seja amor", a mostra, que ficará patente no átrio da Assembleia Legislativa até ao próximo dia 13 de abril, reúne trabalhos de desenho e texto que representam um grito de alerta para este flagelo social, elaborados por crianças e jovens de estabelecimentos de ensino de 1.º, 2.º e 3.º ciclos e outras entidades com competência em matéria da infância e juventude, do concelho do Funchal. O objetivo é “consciencializar a sociedade para a importância da prevenção dos maus-tratos na infância”, afirma a CPCJ, sublinhando que “toda a comunidade tem o dever de comunicar às autoridades competentes os maus-tratos físicos, psicológicos ou verbais a que qualquer criança ou jovem esteja sujeito, pois esta é uma responsabilidade global”. 

 Recorde-se que, todas as noites, desde o passado dia 1 de abril, o edifício do parlamento madeirense ilumina-se na cor azul para lembrar a luta por esta nobre causa.

Copyright © 2018-2021 ALRAM