Formação Profissional na administração pública explicada no parlamento madeirense

Share Image

Cerca de 8.300 trabalhadores da Administração Pública Regional recebem formação profissional através da Direção Regional da Administração Pública e da Modernização Administrativa (DRAPMA). Os dados foram revelados por Marcos Teixeira de Jesus na audição, requerida pelo PS, “sobre a Formação...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Comissão Especializada
Formação Profissional na administração pública explicada no parlamento madeirense
  • 2.jpg
  • 1.jpg

Cerca de 8.300 trabalhadores da Administração Pública Regional recebem formação profissional através da Direção Regional da Administração Pública e da Modernização Administrativa (DRAPMA).

Os dados foram revelados por Marcos Teixeira de Jesus na audição, requerida pelo PS, “sobre a Formação Profissional para a Administração Pública Regional”.

“Considerando que a Administração Pública Regional tem cerca de 20 mil trabalhadores, e que desses 20 mil há muitas carreiras especiais e áreas específicas de atividade que a formação não compete a nós, em números redondos, o nosso universo de ‘clientes’ andará na casa dos 8.300 trabalhadores”, explicou.

Marcos Teixeira de Jesus prestou esclarecimentos, esta tarde, aos deputados da Comissão Especializada de Administração Pública, Trabalho e Emprego, a quem garantiu que toda a formação está acreditada e certificada pela APCER. Lamentou que nos dois últimos anos as ações de formação tenham ficado aquém do desejado.

“Em 2019 só foram concretizadas sete ações de formação”, devido a dificuldades criadas pela rescisão de contrato de uma entidade já contratada. “2020 também ficou abaixo das expetativas, foram concretizadas 15 ações de formação”, afirmou. Neste último ano a formação profissional programada foi prejudicada pela pandemia da Covid-19. “Se recuarmos aos últimos 10 anos a DRAPMA faz em média 25 cursos por ano. Se recuarmos aos últimos 20 a DRAPMA fez em média 45 cursos por ano”, aclarou o diretor regional.

Para este ano estão previstos contratar 58 cursos, já a partir de 26 de janeiro.

Ainda nesta comissão, os deputados aprovaram, por unanimidade, a subida a plenário do Projeto de Decreto Legislativo Regional, do PS, que “Cria apoio excecional à assistência para trabalhadores na Região Autónoma da Madeira, no contexto da situação epidemiológica do novo coronavírus – COVID - 19”, e a Proposta de Decreto Legislativo Regional que “Adapta o regime legal da carreira especial de Vigilante da Natureza da Região Autónoma da Madeira, bem como procede à segunda alteração ao Decreto Legislativo Regional n.º 16/2009/M, de 30 de junho, que aprova o regime jurídico do sistema de Proteção Civil da Região Autónoma da Madeira”.

Audição Diretor Regional da Administração Pública e da Modernização Administrativa (áudio)
Copyright © 2018-2021 ALRAM