Madeira estima gastar 500 milhões para controlar pandemia da Covid-19

Share Image

“Em 2020 e 2021 o Governo Regional da Madeira somará um total de 499,5 Milhões de Euros” para controlo e acompanhamento da pandemia, garantiu hoje o Presidente do Governo Regional no debate mensal que levou o executivo regional ao parlamento madeirense para responder aos deputados sobre o tema “SARS...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Plenário
Madeira estima gastar 500 milhões de euros para controlar pandemia da Covid-19
  • 1.jpg
  • 2.jpg
  • 3.jpg
  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 6.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 9.jpg
  • 10.jpg
  • 11.jpg
  • 12.jpg
  • 13.jpg
  • 14.jpg
  • 16.jpg
  • 17.jpg
  • 18.jpg
  • 19.jpg
  • 20.jpg
  • 21.jpg

“Em 2020 e 2021 o Governo Regional da Madeira somará um total de 499,5 Milhões de Euros” para controlo e acompanhamento da pandemia, garantiu hoje o Presidente do Governo Regional no debate mensal que levou o executivo regional ao parlamento madeirense para responder aos deputados sobre o tema “SARS COV-2 – COVID-19 – Situação epidemiológica”.

“É muito dinheiro, com certeza, mas quando está em causa a vida e a saúde dos nossos concidadãos, é um imperativo ético utiliza-lo na salvaguarda destes bens cimeiros que enformam a nossa sociedade civilizada”, realçou Miguel Albuquerque.

Entre julho e dezembro de 2020 foram testados mais de 276 mil passageiros, no aeroporto da Madeira. Já este ano, e até 24 de janeiro, os aeroportos madeirenses já receberam e testaram 29 mil pessoas. “Foi este um sistema pioneiro a nível europeu, por demais elogiado, por diversas autoridades internacionais e utentes”, garantiu o Presidente do Governo Regional.

Na área da saúde, lembrou “as obras realizadas e os equipamentos adquiridos, no Hospital Dr. Nélio Mendonça e dos Marmeleiros, que permite hoje ter uma capacidade de resposta ao tratamento, internamento e acompanhamento dos doentes COVID-19”. Apontou também o Plano de Vacinação contra o COVID-19, “em que antecipadamente adquirimos os equipamentos indispensáveis, designadamente câmaras frigoríficas, para podermos concretizá-lo com eficácia”.

Miguel Albuquerque assume que a pandemia teve “efeitos sociais e económicos devastadores”, sobretudo no setor do turismo, mas garantiu que o objetivo do executivo madeirense “foi sempre o de evitar parar por completo a atividade económica”, por isso a razão dos diferentes apoios criados nas áreas económicas e sociais.

“A título de exemplo, para as empresas, as diferentes linhas de apoio regionais já ativas em 2020 e que continuam em 2021, representam, já, mais de 163 Milhões de Euros. No apoio direto às famílias mais vulneráveis ou mais afetadas pela crise os programas ativados em 2020 ascendem a 7,8 Milhões de Euros, que replicaremos neste primeiro semestre 2021”, explicou.

O Presidente do Governo Regional da Madeira aproveitou ainda o debate mensal para “louvar o excecional trabalho realizado pelos nossos profissionais de saúde”.

O debate contou ainda com o Vice-Presidente do Governo Regional da Madeira, Pedro Calado, o Secretário Regional de Economia, Rui Barreto, o Secretário Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, Jorge Carvalho, o Secretário Regional de Saúde e Proteção Civil, Pedro Ramos, o Secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, e também com a Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar.

 

Reunião Plenária n.º 41 de 27.01.2021 (áudio)
Copyright © 2018-2021 ALRAM