Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira lamenta morte do cónego António Damasceno de Sousa

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, manifesta o seu profundo pesar pela morte do cónego António Damasceno de Sousa. O decano dos sacerdotes madeirenses foi uma referência na Diocese do Funchal, tendo desenvolvido um meritório trabalho, durante três décadas, à...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa ComunicadoComunicadoPresidente
Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira lamenta morte do cónego António Damasceno de Sousa
  • António Damasceno de Sousa.jpg

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, manifesta o seu profundo pesar pela morte do cónego António Damasceno de Sousa.

O decano dos sacerdotes madeirenses foi uma referência na Diocese do Funchal, tendo desenvolvido um meritório trabalho, durante três décadas, à frente da catedral madeirense.

Nascido em 1922, na freguesia de São Pedro, António Damasceno de Sousa foi ordenado padre em 1945. Em 1958 vai para Moçambique, a convite do arcebispo de Lourenço Marques D. Teodósio Clemente de Gouveia, também ele madeirense, onde exerceu o cargo de Reitor do Seminário S. Pio X. Em 1963 é nomeado cónego de Lourenço Marques.

Em 1967 regressa à Madeira como cónego da Sé, onde acumula as funções de pároco. Mais tarde é designado Vigário Episcopal para o Clero por D. Teodoro de Faria.

À sua família, aos seus amigos e à Diocese do Funchal, o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira dirige as mais sentidas condolências.

Copyright © 2018-2021 ALRAM