Presidente da República quer que verbas para a recuperação económica sejam uma oportunidade para beneficiar todos os portugueses

Share Image

O Presidente da República pediu, hoje, uma convergência para que os fundos europeus, previstos no Plano de Recuperação e Resiliência, sirvam para reconstruir o “tecido social ferido pela pandemia” e que não se transformem numa “chuva de benesses para alguns.” “Que se veja com olhos de interesse...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa PresidentePresidente
Presidente da República quer que verbas para a recuperação económica sejam uma oportunidade para beneficiar todos os portugueses
  • Cerimónia Dia Portugal 1.jpg
  • Cerimónia Dia Portugal 2.jpg
  • Cerimónia Dia Portugal 3.jpg
  • Cerimónia Dia Portugal 4.jpg

O Presidente da República pediu, hoje, uma convergência para que os fundos europeus, previstos no Plano de Recuperação e Resiliência, sirvam para reconstruir o “tecido social ferido pela pandemia” e que não se transformem numa “chuva de benesses para alguns.” “Que se veja com olhos de interesse coletivo e não com olhos de egoísmos pessoais ou de grupo", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa no discurso do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, assinalado este ano no Funchal.

O Chefe de Estado lembrou que Portugal, “esta terra de emigração, de partida, impõe que levemos mais longe o que nos liga às comunidades”. Pediu que se faça mais pelos emigrantes, e vincou que os que regressam devem ser recebidos com “um cuidado ainda mais solidário”.

O Presidente da República deixou ainda uma palavra aos profissionais de saúde que na crise sanitária estiveram e estão a “cuidar de nós”.

A situação pandémica foi abordada pela presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do 10 de Junho. Carmo Caldeira defendeu “programas ousados” para a sustentabilidade na Saúde, na Segurança Social e no planeta. Em tempos de incerteza “cada um tem um papel a desempenhar para a sua saúde e para a dos demais”, disse a médica, que é diretora do serviço de cirurgia do Hospital Central do Funchal.

A cerimónia decorreu na presença do Primeiro-Ministro, António Costa, do Presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, do Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, José Manuel Rodrigues, do Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, do Representante da República para a Madeira, Ireneu Barreto, do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, do Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, dos deputados madeirenses na Assembleia da República, dos líderes parlamentares da Assembleia Legislativa da Madeira e demais entidades civis e militares.

As Comemorações do Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas, decorrem na Madeira desde terça-feira e terminam hoje. Ontem o dia do Presidente da República encerrou com um concerto da Orquestra Clássica da Madeira, alusivo ao 10 de Junho.

Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Concerto Orquestra Clássica da Madeira - 09 de junho de 2021
Copyright © 2018-2021 ALRAM