Comissão de Saúde e Assuntos Sociais ouviu Coordenador da Unidade de Psicologia do SESARAM

Share Image

A Comissão Especializada Permanente de Saúde e Assuntos Sociais ouviu, hoje, o Coordenador da Unidade de Psicologia do SESARAM, Carlos Renato Nunes Mendonça, sobre as “respostas públicas no âmbito da saúde psicológica dos utentes do Serviço Regional de Saúde”, na sequência de um requerimento...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Comissão EspecializadaComissão Especializada
Comissão de Saúde e Assuntos Sociais ouviu Coordenador da Unidade de Psicologia do SESARAM
  • 1.jpg
  • 2.jpg

A Comissão Especializada Permanente de Saúde e Assuntos Sociais ouviu, hoje, o Coordenador da Unidade de Psicologia do SESARAM, Carlos Renato Nunes Mendonça, sobre as “respostas públicas no âmbito da saúde psicológica dos utentes do Serviço Regional de Saúde”, na sequência de um requerimento apresentado pelo PSD.

O psicólogo começou por referir que o investimento do governo regional “na saúde mental e na área da psicologia clínica é muito superior à resposta que é dada em Portugal continental”.

O SESARAM, Serviço de Saúde da Madeira, tem duas linhas de apoio psicológico (Unidade de Psicologia e IA-Saúde) que atendem, em média, 22 pessoas por mês.

Em época pandémica “a consulta telefónica foi bastante procurada”, por famílias e cidadãos. Carlos Mendonça baseou-se nos estudos para alertar para o surgimento de novos casos de depressão, ansiedade e consumo de substâncias, depois desta crise que teve impacto emocional grave em muitas pessoas. “As intervenções psicológicas, na região, duram em média cinco dias seguidos, mas esta crise da Covid-19 veio trazer uma realidade diferente da que estávamos habituados”, reforçou.

Referiu ainda que a pandemia teve um grande impacto nos estudantes (crianças e adolescentes), que se viram privados da prática do desporto, das aulas presenciais e até dos próprios convívios, como as viagens de finalistas.

As crianças, que procuram as consultas de psicologia, “conseguem já manifestar um alívio bastante grande pelo regresso das aulas presenciais”, afirmou o Coordenador da unidade de Psicologia do SESARAM.

Já na segunda parte dos trabalhos, os deputados da Comissão Especializada de Saúde e Assuntos Sociais discutiram e votaram na especialidade o Projeto de Resolução, do PSD, «pela implementação de um projeto piloto em suporte básico de vida com desfibrilhação automática externa "SBV - DAE", onde o PS voltou a lembrar “a necessidade de enquadrar este projeto piloto num programa de formação de suporte básico de vida”, explicou Élvio Jesus, presidente do grupo de trabalho parlamentar.

Foi também remetido para debate em plenário, depois de uma primeira apreciação, o Projeto de Decreto Legislativo Regional, do JPP, que “adapta à Região Autónoma da Madeira o Decreto-lei n.º 139/2019, de 16 de setembro, que estabelece o regime de execução do acolhimento familiar, medida de promoção dos direitos e de proteção das crianças e jovens em perigo”.

Os deputados remeteram ainda para debate o Projeto de Resolução, do PS, para a «recuperação, resiliência e transparência das "listas de espera" no Serviço Regional de Saúde». “Toda esta informação deve ser tornada pública com uma frequência e um detalhe maior do que aquele que o SESARAM disponibiliza”, concluiu.

5ª CE - Audição Carlos Mendonça 13.05.2021 (áudio)
Élvio Jesus Presidente 5ª Comissão 13.05.2021 (áudio)
Copyright © 2018-2021 ALRAM