MEDIARAM esquece imprensa digital, alerta diretor do Funchal Notícias

Share Image

O Diretor do Funchal Notícias afirmou, hoje, no parlamento madeirense, que o Programa Regional de Apoios à Comunicação Social Privada – MEDIARAM “não foi pensado para órgãos de imprensa digitais”, assim como a própria Lei de Imprensa, a nível nacional, que “carecia de uma revisão”. Emanuel Silva foi...

XII Legislatura, II Sessão Legislativa Comissão EspecializadaComissão Especializada
MEDIARAM esquece imprensa digital, alerta diretor do Funchal Notícias
  • 2.jpg
  • 1.jpg

O Diretor do Funchal Notícias afirmou, hoje, no parlamento madeirense, que o Programa Regional de Apoios à Comunicação Social Privada – MEDIARAM “não foi pensado para órgãos de imprensa digitais”, assim como a própria Lei de Imprensa, a nível nacional, que “carecia de uma revisão”. Emanuel Silva foi ouvido esta tarde pelos deputados da Comissão Especializada Permanente de Política Geral e Juventude, na audição sobre os “apoios à Comunicação Social Privada”. O jornalista defendeu a “alteração da Lei da Imprensa para que se contemple o conceito alargado do que é imprensa”.

Emanuel Silva sugeriu ainda uma revisão da portaria que regulamenta o MEDIARAM. Entre as mudanças, sugeriu o “aditamento do critério de penetração do meio comunicação social (visualizações e acessos), premiando com 10%, no total do apoio, quem aumentasse as tiragens ou visualizações em relação ao ano civil anterior”, premiando desta forma o mérito do alcance do trabalho jornalístico.

O Diretor do Funchal Notícias defendeu ainda que sejam premiados “os órgãos de comunicação social com maior alcance nas comunidades emigrantes madeirenses” e um reforço das ajudas públicas para os órgãos online, que não gastam papel, evocando razões do foro ambiental.

“A fixação de um limite mínimo de 60 mil euros anuais de apoio, valor mínimo para sustentar todos os encargos e despesas”, foi outro dos pedidos deixados aos deputados madeirenses.

O Funchal Notícias foi criado em 2014 com o propósito de ser um órgão de comunicação social assente apenas nas plataformas digitais, propriedade da empresa Letras de Coragem, Lda.. Tem dois trabalhadores efetivos e vários colaboradores voluntários e a recibo verde.

1ª CE-Audição Emanuel Silva 13.05.2021 (áudio)
Copyright © 2018-2021 ALRAM