Rogério Alves no ciclo de conferências Parlamento Com Causas para falar da lentidão da justiça

Share Image

O ex-bastonário da Ordem dos Advogados virá à Madeira proferir uma conferência com o título “A Lentidão na Justiça: Defeito ou Feito”. A palestra de Rogério Alves será seguida de uma sessão de perguntas e respostas, e voltará a colocar na agenda do dia um dos principais problemas da sociedade...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa ConferênciaConferênciaParlamento Mais Perto
Rogério Alves no ciclo de conferências Parlamento Com Causas para falar da lentidão da justiça
  • Conferência Rogério Alves.jpg

O ex-bastonário da Ordem dos Advogados virá à Madeira proferir uma conferência com o título “A Lentidão na Justiça: Defeito ou Feito”. A palestra de Rogério Alves será seguida de uma sessão de perguntas e respostas, e voltará a colocar na agenda do dia um dos principais problemas da sociedade portuguesa: a morosidade do sistema judicial.

No dia 03 de dezembro, pelas 17h30, no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira, o prestigiado advogado, presença regular no debate público sobre estas matérias, atualizará o diagnóstico e apontará os principais problemas que afetam a administração da justiça.

Apologista de alterações legislativas que tornem mais simples todo o processo judicial, Rogério Alves lança um novo olhar sobre a organização judiciária e a revisão do Mapa Judiciário, provocando um debate alargado que a todos responsabilize. Esta conferência no Parlamento madeirense pretende, assim, ser mais um instrumento do debate público e de audição da opinião dos cidadãos para a realização da reforma que se pretende eficaz e que torne a justiça mais credível e mais acessível a todos, em termos financeiros.

A conferência será de entrada livre e conforme a Resolução n.º 1208/2021, do Governo Regional, que declara a situação de contingência na Região Autónoma da Madeira, ao abrigo do Decreto Legislativo Regional n.º 16/2009/M, de 30 de junho, até às 23:59 horas do dia 15 de dezembro de 2021.

Assim, de acordo com a Resolução do Governo Regional no seu n.º 5, os participantes devem ser portadores de teste Antigénio, de despiste de infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo, realizado nos últimos sete dias, e apresentar, cumulativamente, o Certificado de Vacinação contra a COVID-19.

Copyright © 2018-2022 ALRAM