Madeira deve apostar no cinema e na televisão para promover o destino

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira entende que a Região tem potencial para afirmar-se como destino de rodagem de “séries de televisão e de filmes”.  “Temos todas as condições climáticas, de beleza natural, de mar e de terra para ter mais esse nicho de mercado turístico”, vincou José...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa PresidentePresidente
Madeira deve apostar no cinema e na televisão para promover o destino
  • Rodagem série abandonados 2.jpg
  • Durante a realização 2.jpg
  • Durante a realização.jpg
  • Durante a realização 3.jpg
  • Ana Vieira_Francisco Manso_José Manuel Rodrigues.jpg
  • Francisco Manso.jpg
  • José Manuel Rodrigues.jpg
  • Fotos atores 2.jpg
  • Fotos atores.jpg
  • Rodagem série abandonados 3.jpg
  • Rodagem série abandonados.jpg

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira entende que a Região tem potencial para afirmar-se como destino de rodagem de “séries de televisão e de filmes”.  “Temos todas as condições climáticas, de beleza natural, de mar e de terra para ter mais esse nicho de mercado turístico”, vincou José Manuel Rodrigues, que esta manhã acompanhou a rodagem da série “Abandonados”, a convite do realizador português Francisco Manso, acompanhado da esposa Ana Vieira.

As gravações, da série que está a ser produzida para a RTP, decorrem nas ilhas do Porto Santo e da Madeira, e esta manhã tiveram como palco o hotel Reid’s Palace, no Funchal, onde o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira teve a oportunidade de conversar com os atores e de conhecer os bastidores desta grande produção que envolve mais de uma centena de profissionais.

 

28 atores madeirenses participam na série “Abandonados”, que está a ter efeitos na economia regional

O realizador Francisco Manso destacou o apoio do Governo Regional, das câmaras municipais e da Assembleia Legislativa da Madeira a esta “série complexa e histórica”, salientando que este é um investimento com reflexos positivos na economia regional e na promoção da Madeira e do Porto Santo.

As filmagens de hoje, no Funchal, retratam uma “cena que se passa em Melbourne, na Austrália, e este hotel fantástico, que é o Reid’s Palace, permite tudo”, começou por explicar Francisco Manso, adiantando que “o mar e esta envolvência da vegetação transporta-nos para outros lados”, fazendo com que se poupe muito dinheiro em deslocações ao estrangeiro.

O cineasta afirma que “a Madeira tem condições extraordinárias de beleza natural. A zona da Laurissilva serve para fazer qualquer floresta do mundo. Acho que a Madeira tem que valorizar isso, porque o cinema e a televisão não podem ser vistos apenas como apoios a fundo perdido. Isto tem retornos e tem gastos diretos na economia local (Hotéis, refeições, aluguer de carros, etc…). Havendo apoios os produtores também se interessam mais, vêm mais e os retornos são evidentes”, disse.

A série “Abandonados” é feita por 73 atores, sendo que 28 são madeirenses. “Alguns são muito talentosos, com muita qualidade”, afiançou Francisco Manso. A equipa técnica é composta por mais de 40 pessoas.

“Abandonados” passa-se na Segunda Guerra Mundial.  Retrata a ocupação nipónica de Timor-Leste e a resistência que o exército japonês encontrou, sendo esta uma história de luta, sofrimento e também amor. “É bom que os portugueses saibam exatamente o que se passou, no ano em que se comemoram os 20 anos da independência de Timor”, concluiu o realizador.

José Manuel Rodrigues, Presidente da ALRAM - 18ABR2022 (áudio)
Francisco Manso, Realizador - 18ABR2022 (áudio)
Copyright © 2018-2022 ALRAM