Número de idosos vítimas de violência aumentou em 2021

Share Image

Nos últimos 3 anos, aumentou na Madeira o número de idosos vítimas de violência. Os dados foram revelados pelo Comandante do Comando Regional da PSP Madeira, na Comissão Especializada Permanente de Saúde e Assuntos Sociais. Apesar de se ter registado uma diminuição geral na violência doméstica, “em...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa Comissão EspecializadaComissão Especializada
Número de idosos vítimas de violência aumentou em 2021
  • Audição Comandante PSP 2.jpg
  • Audição Comandante PSP 1.jpg

Nos últimos 3 anos, aumentou na Madeira o número de idosos vítimas de violência. Os dados foram revelados pelo Comandante do Comando Regional da PSP Madeira, na Comissão Especializada Permanente de Saúde e Assuntos Sociais.

Apesar de se ter registado uma diminuição geral na violência doméstica, “em 2019 verificou-se 70 crimes contra pessoas com mais de 65 anos, em 2020 há a assinalar 87 queixas e em 2021 foram registados 95 casos”, adiantou o Superintendente-Chefe Luís Simões. Cerca de 80% das vítimas são mulheres.

A violência predominante é a psicológica ou emocional, seguida da violência económica, sendo que em metade dos casos a violência é exercida pelos descendentes, e em um terço dos casos é praticada pelos cônjuges.

A violência doméstica representa 10% da criminalidade registada na Região, estando, em termos estatísticos, dividida em três categorias: violência contra cônjuges (717 casos em 2019, 660 em 2020, e 644 em 2021), violência contra menores (17 crimes em 2019, 15 em 2020 e 15 em 2021), e outros crimes de violência doméstica (124 casos em 2019, 131 em 2020 e 123 em 2021).

A PSP Madeira tem duas equipas vocacionadas para o trabalho com a violência doméstica. Operam a partir das esquadras do Funchal, 24 horas por dia, e da Ribeira Brava, “em horário de expediente, de segunda a sexta-feira”, revelou o Comandante da PSP.

Em termos percentuais os números da violência doméstica são proporcionais à população de cada concelho, as exceções são verificadas na Ribeira Brava (10,5%), em Santa Cruz (13,8%), e Santana (3,4%), onde a distribuição percentual dos crimes é superior à percentagem populacional de cada concelho em relação ao total da Madeira.

Em género de balanço, na audição realizada no Parlamento madeirense o Superintendente-Chefe Luís Simões adiantou que a criminalidade geral e a criminalidade violenta e grave diminuíram com a pandemia, entre 2020 e 2021.

Antes desta audição a Comissão de Saúde e Assuntos Sociais enviou 5 Projetos de Resolução para debate em plenário, depois de na primeira apreciação terem sido considerados aptos para análise alargada por todos os deputados.

5ª CE-Audição Comandante PSP (áudio)
Élvio Jesus, presidente da 5.ª Comissão (áudio)
Copyright © 2018-2022 ALRAM