"Não há Autonomia sem cultura", afirma o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira

Share Image

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira presidiu, na tarde desta quarta-feira, à sessão de apresentação pública do livro "Hospício da Princesa Dona Maria Amélia - Um Livro de Pedra", da autoria do arquiteto Rui Campos Matos, que teve lugar no auditório do Centro de Estudos de História do...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa PresidentePresidente
"Não há Autonomia sem cultura", afirma o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira
  • Livro Rui Campos Matos 1.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 2.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 3.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 4.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 5.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 6.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 7.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 8.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 9.jpg
  • Livro Rui Campos Matos 10.jpg

O Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira presidiu, na tarde desta quarta-feira, à sessão de apresentação pública do livro "Hospício da Princesa Dona Maria Amélia - Um Livro de Pedra", da autoria do arquiteto Rui Campos Matos, que teve lugar no auditório do Centro de Estudos de História do Atlântico Alberto Vieira. José Manuel Rodrigues felicitou o autor, agradecendo-lhe pela "divulgação da nossa História e da nossa memória junto das novas gerações" e sublinhou a importância do Hospício da Princesa Dona Maria Amélia, "edifício icónico da cidade do Funchal", enquanto obra arquitetónica que dignifica e afirma a História da Região e a própria Autonomia. "Muitas vezes se fala na necessidade de termos mais Autonomia. Ora, é a nossa História e a nossa memória, é este percurso de 600 anos que fizemos no meio de Atlântico que afirmam a nossa Autonomia.", vincou, lembrando que "só existe identidade quando conhecemos a nossa História." Aludindo ao subtítulo da publicação, "Um Livro de Pedra", o presidente do parlamento madeirense relevou que a História de um povo também se corporiza e engrandece no património edificado, sendo este um legado fundamental para a constante consolidação da nossa Autonomia. "Esta é mais uma pedra neste edifício que é a Autonomia, que progressivamente vamos construindo", pois, "não há Autonomia sem cultura."

José Manuel Rodrigues fez, ainda, questão de enaltecer "o magnífico trabalho" que o Secretário Regional de Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, vem desenvolvendo em prol da cultura, designadamente no âmbito das edições. 

A obra, que está traduzida em língua inglesa, foi editada pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura, através da Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira, constituindo o primeiro volume da coleção Madeira Selected Memories, e resulta do trabalho de investigação encetado por Rui Campos Matos, há onze anos, no âmbito da sua tese de doutoramento sobre "A Arquitetura do Turismo Terapêutico - Madeira e Canárias, 1800-1914". Durante a feitura do livro, que ficou concluído em três anos, embora só agora tenha sido publicado, o autor deslocou-se, por várias vezes, às ilhas Canárias e ao Reino Unido, empreendendo num intenso exercício de pesquisa, que culminou n'"Um Livro de Pedra" para "respeitar e proteger", disse. 

O Hospício da Princesa Dona Maria Amélia é da autoria do arquiteto britânico Edward Bucktown Lamb. 

 

Sobre Rui Campos Matos:

Rui Campos Matos é arquiteto pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (1984), onde se doutorou com uma tese financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) sobre Arquitetura do Turismo Terapêutico - Madeira e Canárias, 1800-1914 (2016). É investigador do Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais da Universidade da Madeira (UMa-CIERL) e do Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa (CIAUD). Exerce a arquitetura como profissional liberal na Madeira desde 1989, tendo sido presidente da Delegação Regional da Ordem dos Arquitetos (2014-2018). Sobre a Madeira e a sua arquitetura, publicou "As Origens do Turismo na Madeira - Quintas e Hotéis do Acervo da Photographic Museu - "Vicentes" (2013), Singularidades Arquitectónicas do Funchal (2019) e o Guia de Arquitectura do Funchal Século XX: 15 Obras Essenciais (2020).

José Manuel Rodrigues - Presidente da ALRAM (áudio)
Copyright © 2018-2022 ALRAM