Jornadas Madeira relançam debates alargados a todos os concelhos

Share Image

O ciclo de debates ‘Jornadas Madeira 22-23’ está de volta a todos os concelhos da Madeira para analisar áreas como a educação, a saúde, o ambiente, o turismo, a agricultura, o mar e as pescas. Com as eleições regionais no horizonte, “como órgão de informação temos a obrigação de suscitar todas as...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa PresidenteParlamento Mais PertoPresidente
Jornadas Madeira relançam debates alargados a todos os concelhos
  • AHF15790.JPG
  • AHF15784.JPG
  • AHF15750.JPG
  • AHF15779.JPG
  • AHF15743.JPG
  • AHF15707.JPG

O ciclo de debates ‘Jornadas Madeira 22-23’ está de volta a todos os concelhos da Madeira para analisar áreas como a educação, a saúde, o ambiente, o turismo, a agricultura, o mar e as pescas. Com as eleições regionais no horizonte, “como órgão de informação temos a obrigação de suscitar todas as discussões, rever o que foi programado e prometido para este mandato, e discutir e pontar metas para quem nos vai governar a seguir”, começou por referir Agostinho Silva, diretor do JM, a entidade promotora das Jornadas, justificando desta forma o caráter regional das temáticas dos debates que irão passar por todos os concelhos da Região.

As conferências iniciam-se já este mês, no concelho de Câmara de Lobos.

Trata-se da 4.ª edição do projeto desenvolvido pelo JM em parceira com a Assembleia Legislativa da Madeira. O Presidente do Parlamento madeirense elogiou a aposta no modelo de debate descentralizado. “Revelou-se muito positivo, porque pôs as personalidades locais a falar de temas que interessam a todos os madeirenses e porto-santenses”, vincou José Manuel Rodrigues.

A nova conjuntura mundial obriga ainda a que as conferências tenham em conta novos problemas, como “o aumento dos preços, a crise energética e a crise alimentar”, que terão impactos futuros na economia regional, apontou o Presidente do primeiro órgão de governo próprio da Região. “O objetivo é perspetivar o futuro, envolvendo as elites, mas sem deixar de ouvir as aspirações das populações”, disse.

O apoio da Assembleia Legislativa da Madeira a este projeto do JM “Insere-se no desígnio de aproximar o Parlamento aos eleitores” e de apoio à “comunicação social de referência, como forma de combater as ameaças das ‘fake-news’ à democracia”, justificou o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

As Jornadas Madeira 22-23 têm entrada livre.

Apresentação Jornadas Madeira 22-23 (áudio)
Copyright © 2018-2022 ALRAM