Peça de teatro fecha ciclo de comemorações do Dia Internacional da Mulher

Share Image

A Assembleia Legislativa da Madeira acolhe, amanhã, dia 11 de março, pelas 21 horas, no Salão Nobre, o monólogo “Confissões de um Grande Coração”. Trata-se de uma comédia posta em cena pelo Tetral – Grupo Teatral de São Gonçalo, com texto de Caesar Moura, interpretada pela atriz Susana Capitão. A...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa Parlamento Mais PertoParlamento Mais Perto
Peça de teatro fecha ciclo de comemorações do Dia Internacional da Mulher
  • Cartaz Confissões.jpg

A Assembleia Legislativa da Madeira acolhe, amanhã, dia 11 de março, pelas 21 horas, no Salão Nobre, o monólogo “Confissões de um Grande Coração”. Trata-se de uma comédia posta em cena pelo Tetral – Grupo Teatral de São Gonçalo, com texto de Caesar Moura, interpretada pela atriz Susana Capitão.

A peça de teatro, integrada nas comemorações do Dia Internacional da Mulher promovidas pelo Parlamento madeirense, tem encenação de Roberto Costa e foi adaptada por Márcio Sousa.

A entrada é livre, mas com lotação limitada à capacidade da sala.

As comemorações do Dia Internacional da Mulher iniciaram-se, no dia 07 de março, com a conferência “As Mulheres e a Maternidade: que caminhos?”, que teve por objetivo refletir sobre a maternidade contemporânea, a redução do número de filhos, a vivência profissional e a adaptação da família às novas realidades sociais e tecnológicas. A iniciativa trouxe ao Parlamento as professoras e investigadoras Cristina Santos Pinheiro, do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e docente da Universidade da Madeira, e Rita Brazão de Freitas, doutorada em demografia e vencedora do Prémio Nacional de Demografia Mário Leston Bandeira.

Também inserida no ciclo de conferências Parlamento Com Causas, a Assembleia Legislativa da Madeira e o Comando Operacional da Madeira promoveram, no dia 08 de março, a conferência “As Mulheres, A Paz e a Segurança”, com Elsa Fernandes, Vice-Reitora da Universidade da Madeira, Verónica Barros, ex-militar, e Quirino Martins, assessor de género das Forças Armadas.

Esta conferência teve por base a Resolução 1325 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, aprovada no ano 2000. Foi a primeira resolução a realçar a participação plena e igualitária das mulheres como agentes em todas as fases e níveis da resolução de conflitos, e a promover a incorporação de perspetivas de género em todos os esforços de Paz e segurança.

 

Sinopse da peça “Confissões de um Grande Coração”

O que deveria ser só mais um dia na vida pacata de Rute transforma-se numa viagem ao seu passado quando, depara-se com uma festa para comemorar uma promoção do seu marido. O vestido da sua festa de há uns anos, vem à memória e ela vai usá-lo hoje à noite, mas, de repente, muitas perguntas vêm à mente. Será que a outra vai lá estar na festa também? Será que Rute ainda é a mulher que conquistou o seu marido? Será que Rute conseguia ser a mulher que tinha sonhado? Será que ainda sorri como quando a cama se partiu? Quem era aquela mulher que se olhava agora no espelho? Tudo para descobrir através das Confissões de Rute.

Copyright © 2018-2022 ALRAM