Mar traz à Madeira especialistas nacionais e internacionais

Share Image

O Parlamento madeirense será o palco para uma reflexão profunda sobre a importância do mar para a economia e para o bem-estar da humanidade. O debate é proposto pela Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação e pela Assembleia Legislativa da Madeira, que trazem para a...

XII Legislatura, III Sessão Legislativa ConferênciaConferênciaParlamento Mais PertoPresidente
Mar traz à Madeira especialistas nacionais e internacionais
“O Mar de Magalhães – 500 anos Depois” é o título da conferência organizada pela Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-navegação e pela Assembleia Legislativa da Madeira.
  • Conferencistas 1.jpg

O Parlamento madeirense será o palco para uma reflexão profunda sobre a importância do mar para a economia e para o bem-estar da humanidade. O debate é proposto pela Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação e pela Assembleia Legislativa da Madeira, que trazem para a atualidade o feito realizado há 500 anos por Fernão de Magalhães, com o propósito de provocar a discussão e de traçar estratégias de preservação dos recursos marinhos.

“O espírito ousado do navegador Português Fernão de Magalhães conduziu, nos alvores do século XVI, à realização da expedição náutica mais arrojada da História da Humanidade. É esta arrojada expedição, o seu carácter inovador e a sua importância nas diferentes dimensões do saber, que está na base das comemorações dos 500 anos da Primeira Circum-Navegação (2019 e 2022)”, refere a organização. “Pela descoberta da ligação entre o Atlântico e o Pacífico, esta expedição deixou-nos o Planeta Oceano, um mar único que nos liga, um mundo mais conhecido e mais conectado, motivando novas descobertas e explorações”.

“A Rota de Magalhães/Elcano que ligou, à escala global, múltiplas redes socioeconómicas e culturais, possui um indiscutível valor cultural universal, um património coletivo que nos convoca ao estudo, ao debate e à reflexão plural, fazendo a ponte entre o passado e o presente, nomeadamente, os desafios que, hoje, comprometem a visão de um mundo globalmente sustentável em termos ambientais, sociais, económicos e culturais”.

É cientes da importância dos oceanos e do debate, que se torna cada vez mais atual, à volta das alterações climáticas, que vários especialistas se reúnem na Madeira, trazendo para a discussão os mais recentes avanços em termos de investigação oceanográfica e ambiental.

A conferência “O Mar de Magalhães – 500 anos Depois” inicia-se pelas 10h30, do dia 23 de setembro de 2022, com os contributos de José Manuel de Carvalho Marques, presidente da Estrutura de Missão do V Centenário da Primeira Viagem de Circum-Navegação, e de José Manuel Rodrigues, Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

Entre os investigadores palestrantes estão Thomas Dellinger, professor e investigador da Universidade da Madeira, e José Manuel Nuñes de la Fuente, Antropólogo e Historiador, que vão abordar “o legado científico e cultural da Primeira Viagem de Circum-navegação”.

O debate prossegue sob a temática “o mar 500 anos depois: riscos e potencialidades”, estando confirmadas as visões de Rui Caldeira, diretor do Observatório Oceânico da Madeira, e de Francisco Andrade, investigador e professor da Universidade de Lisboa.

A necessidade de “proteger o Mar: Instrumentos de gestão do espaço marítimo” dá mote ao terceiro painel do dia com Mafalda Freitas, Diretora Regional do Mar.

“As áreas marinhas protegidas da Madeira: o que foi feito e o que se pretende” é a temática que vai ser aprofundada por Manuel Biscoito, investigador do Museu de História Natural do Funchal e da Estação de Biologia Marinha do Funchal, e por Manuel Filipe, presidente do Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, da Madeira.

A conferência realiza-se no Salão Nobre da Assembleia Legislativa da Madeira e é aberta ao público.

 

 

Exposição de Pedro Vasconcelos mostra as belezas do mar do arquipélago da Madeira e Porto Santo

“O mar +perto” é o título da exposição de fotografia subaquática de autoria de Pedro Vasconcelos, mergulhador, fotógrafo, videografo e selecionador nacional.

São 15 fotografias, de formato A1, que retratam a biodiversidade das espécies e as belezas subaquáticas do mar da Madeira e do Porto Santo, que vão ficar expostas na Assembleia Legislativa da Madeira, entre 23 de setembro e 31 de dezembro deste ano.

Tratam-se de imagens únicas que beneficiam da transparência e da grande visibilidade das águas da Região, que tornam o arquipélago um espaço único para a prática do mergulho, da fotografia e para a gravação de vídeo.

Há muito que Pedro Vasconcelos está ligado à fotografia subaquática. Além de promotor de campeonatos de fotografia, foi um dos impulsionadores e organizadores do Campeonato do Mundo de Fotografia Vídeo Subaquático, que decorreu o ano passado no Porto Santo, diretor do Campeonato Europeu de Fotografia e Vídeo Subaquático, que se realiza em outubro deste ano na Ilha da Madeira, e diretor do 1.º Madeira Underwater Photo and Video Open, que se realiza em simultâneo com o Campeonato Europeu, do próximo mês.

Pedro Vasconcelos nasceu na Madeira em março de 1977.

Como instrutor de mergulho tem cativado cada vez mais portugueses e estrangeiros para a prática da modalidade. Um gosto que tem ajudado a divulgar os mares da Madeira e do Porto Santo por todo o mundo.

A importância da preservação das espécies e o combate à poluição têm sido também objetivos deste amante da natureza que faz da fotografia e do desporto formas de vida.

A exposição “O mar +perto” pode ser vista de segunda a sexta-feira, entre as 9 horas e as 18 horas, na Assembleia Legislativa da Madeira, e é de entrada livre.

Exposição "O mar +perto"

Copyright © 2018-2022 ALRAM