Cancro da próstata mata cerca de dois mil homens por ano em Portugal

Share Image

O Diretor do Serviço de Urologia do Serviço Regional de Saúde da Madeira (SESARAM) alertou, hoje, para a importância do rastreio do cancro da próstata e para a deteção precoce da doença. “Em Portugal existem cerca de 7 mil novos casos por ano e desses cerca de 2 mil acabam por falecer”, começou por...

XII Legislatura, IV Sessão Legislativa ConferênciaConferênciaPresidente
Cancro da próstata mata cerca de dois mil homens por ano em Portugal
  • 2.jpg
  • 1.jpg
  • 3.jpg
  • 4.jpg
  • 5.jpg
  • 6.jpg
  • 7.jpg
  • 8.jpg
  • 9.jpg
  • 10.jpg

O Diretor do Serviço de Urologia do Serviço Regional de Saúde da Madeira (SESARAM) alertou, hoje, para a importância do rastreio do cancro da próstata e para a deteção precoce da doença.

“Em Portugal existem cerca de 7 mil novos casos por ano e desses cerca de 2 mil acabam por falecer”, começou por explicar o médico Ferdinando Pereira na conferência promovida pelo Núcleo Regional da Liga Portuguesa Contra o Cancro, na Assembleia Legislativa da Madeira.

O cancro da próstata é a segunda doença com mais mortalidade, entre os homens, logo a seguir ao cancro do pulmão. “É curado em 85% dos casos, quando detetado a tempo”, aclarou o urologista madeirense.

A prevenção deve fazer-se a partir dos 45 anos. O despiste da doença pode ser realizado através de exame de sangue (PSA), de ecografias e de toque retal.

A idade, o histórico familiar, o sedentarismo e a obesidade são alguns fatores de risco.

Além do rastreio, as entidades de saúde recomendam uma aposta na alimentação saudável, sem abuso de bebidas alcoólicas e sem tabaco.

O Secretário Regional de Saúde e Proteção Civil revelou que na Madeira foram detetados 129 casos de cancro da próstata, em 2020, números que podem vir a aumentar, uma vez “que o diagnóstico precoce está muito mais ativo”. Pedro Ramos reforçou o apelo ao rastreio, reforçando que o diagnóstico precoce do cancro da próstata é importante para a cura da doença.

O governante aproveitou o momento para referir-se aos prémios alcançados pelo SESARAM. “Hoje é um dia gratificante para a saúde regional. Se atribuímos as placas de acreditação ao Serviço de Urologia, um dos novos serviços premiados no projeto de acreditação da qualidade da Direção Geral da Saúde, também a Unidade de Doente Frágil, do Serviço de Medicina Interna, do Serviço Regional de Saúde, ganhou uma menção honrosa de melhor poster científico”, que ilustra o trabalho desenvolvido por esta equipa de intervenção. A distinção aconteceu na 15.ª edição do Prémio Boas Práticas em Saúde, uma iniciativa da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar.

Também o Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira felicitou a Liga Portuguesa Contra o Cancro pelo “trabalho desenvolvido e pelo apoio dado às famílias”. José Manuel Rodrigues vincou que “a prevenção pode evitar muitas doenças e o rastreio pode salvar muitas vidas”.

A concluir convidou os cidadãos a participarem no “Jantar Solidário” que se realiza na próxima sexta-feira no Hotel Four Views.

“O Jantar Solidário a 10 mãos improváveis” terá os contributos de José Manuel Rodrigues, Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Carlos Pereira, empresário, Pedro Nunes, médico-dentista, Tony Sousa, padre e Alexandre Camacho, piloto de ralis. A elaboração dos pratos é supervisionada pelo Chef Octávio Freitas.

Já presidente do Núcleo Regional da Madeira da Liga Portuguesa Contra o Cancro lembrou que a campanha do mês de novembro é mais direcionada para os homens, admitindo tratar-se “de uma população difícil”.  “Nós não vamos desistir. Vamos continuar a persistir até que um dia os homens entendam que a saúde também é coisa de homem”, concluiu Ricardo Sousa, enfatizando a importância de diagnosticar precocemente o cancro da próstata.

Palestra “Vamos Falar Sobre o Cancro da Próstata” (vídeo)
Palestra “Vamos Falar Sobre o Cancro da Próstata” (áudio)
Copyright © 2018-2022 ALRAM